Ampara Animais Silvestres - Melhores ONGs

Blog

Turismo de exploração animal: qual o impacto da sua diversão?

Vivemos em mundo tecnológico e globalizado, bombardeados de informações por todos os lados. Atualmente, o indivíduo com poder aquisitivo para realizar uma viagem, certamente teve acesso aos detalhes turísticos da região a ser visitada e pesquisou cada informação de seu roteiro. Fechar os olhos para cenários de crueldade, não cola mais.

Vivemos cada dia mais conscientes sobre os abusos do ser humano em relação à comunidade, aos animais, ao meio ambiente… ao planeta! Mas tudo é desculpa para uma boa foto no Instagram.

A indústria do entretenimento com animais no ensinou a naturalizar pássaros em gaiolas, ursos em circos, baleias em piscinas. Para os mais requintados, nada como um bom passeio no lombo de um elefante, que inicia sua jornada carregando turista ao amanhecer e descansam somente a noite – debaixo de um sol de mais de 40 graus.

Retirar animais de seus habitats naturais para satisfazer o lazer humano é perverso. É uma prisão perpétua, regada a maus tratos nos bastidores. Em troca: muitos likes ou seu dinheiro de volta.

Mas o quê, exatamente, você está comprando?

Você pode até não ver (ou não querer ver), mas o seu dinheiro financia uma rede de crueldade.

Os bebês são separados das mães e já crescem enjaulados, para serem domesticados. Os filhotes de grande porte já sofrem agressões desde cedo para obedecerem e não oferecerem riscos aos turistas. Fora os animais nitidamente dopados, quase desmaiados, que passam o resto de seus dias posando para fotos.

São animais selvagens, que mereciam estar livres, que naturalmente andam quilômetros por dia e caçam seus alimentos.

Precisamos ser tão egoístas ao ponto de aprisioná-los para nosso momento de lazer?

Esses animais trabalham até exaustão e são descartados quando velhos ou quando não rendem mais uma boa fonte de lucros.

Mas, como amenizar esses danos? Boicote!

Onde não há demanda acaba a oferta. Pense nisso.
A mudança começa em você.