Blog

Saiba mais sobre a gripe canina
By: Amanda
jun 21, 2018

Por Tatiana Beserra

Assim como os humanos, os cachorros também poder contrair gripe. Mas, fique tranquilo, pois os humanos não contraem a gripe canina e raramente os cães contraem a gripe dos humanos. Porém, um cão pode passar gripe para outro cão, pois é uma doença respiratória contagiosa.

O vírus da gripe H3N8 foi identificado há mais de 40 anos em um cavalo, mas foi relatada pela primeira vez em cachorros somente em 2004, após ser diagnosticado em galgos, raça canina de corrida originária do Reino Unido. Desde então, se espalhou para outros cachorros.

Causas da gripe canina

A gripe canina é uma doença respiratória altamente contagiosa, se tornando de grande preocupação caso o animal tenha imunidade baixa devido a alguma outra doença.

Acredita-se que o vírus H3N8 sofreu adaptação para ser capaz de infectar cães, existindo inclusive duas cepas, sendo uma para cães e outra para equinos. Este vírus é altamente contagioso.

Transmissão da gripe canina

Não existe restrição em relação à raça, idade ou sexo do animal. Sendo assim, qualquer cachorro corre o risco de se infectar com o vírus da gripe. Logicamente existem fatores que podem aumentar a chance do cachorro contrair o vírus da gripe, sendo eles filhotes, idosos ou cães que já sofreram alguma doença crônica.

Importante lembrar que a Vacina contra Tosse dos Canis, apesar de ser opcional, protege contra a gripe canina, então é fundamental vacinar seu cachorro anualmente, principalmente se ele convive com vários outros cães.

Assim como nós, o animal não deve ficar exposto à friagem, chuva ou qualquer lugar sem cobertura em dias de frio/chuva, pois esses fatores aumentam as chances dele pegar a gripe canina.

Sintomas da gripe canina

Os sintomas são parecidos com a gripe dos seres humanos. Ao se expor ao vírus, ele fica assintomático entre 2 e 5 dias, que é a fase onde o vírus se replica no organismo. Passando os primeiros dias, o animal poderá apresentar os seguintes sintomas:

  • Tosse persistente;
  • Espirros;
  • Febre;
  • Coriza e corrimento nasal;
  • Diarréia;
  • Mal estar

Diagnóstico da gripe canina

Através desses sintomas descritos é que será possível ter uma suspeita da doença, pois existem outras doenças com o mesmo sintoma. Além disso, somente o médico veterinário poderá solicitar o exame laboratorial que apresentará o diagnóstico correto para afirmar qual a doença e tratamento mais adequado.

Com o exame laboratorial poderá ser realizado um teste de anticorpos específicos através de coleta de amostras de sangue. Esse exame é solicitado quando existe a suspeita da gripe canina. De qualquer maneira, assim que for identificado algum sintoma, o correto é levar o cachorrinho ao veterinário para que o tratamento seja iniciado imediatamente. 

Tratamento da gripe canina

O uso de antivirais humanos não são permitidos em animais pois não se sabe quais serão os efeitos colaterais que esses medicamentos poderão causar em nosso pets.

Mas não existe um antiviral específico para o animal, porém existe cura por meio de tratamentos específicos que dão suporte para que o sistema imunológico do animal combata o vírus. Entre eles estão:

  • Fluidoterapia, que evita a desidratação;
  • Antitérmicos para tratar a febre;
  • Analgésicos;
  • Antibióticos, que previnem outras infecções.

Efetuando a higienização adequada do ambiente em que o pet vive, evitará a contaminação de outros animais. Além disso, o dono deverá fornecer uma alimentação saudável para melhorar a imunidade do cachorro, evitando a infecção de doenças contagiosas.

Caso suspeite de algum sintoma, corra para o médico veterinário, pois isso poderá auxiliar no tratamento rápido do cachorro. Além disso, caso demore no diagnóstico da gripe canina, seu pet correrá riscos de piora no quadro clínico, podendo evoluir para uma pneumonia, o que é bem mais grave.

Lembre-se: vacina seu cãozinho todos os anos contra a gripe e proteja-o!