Ampara Animais Silvestres - Melhores ONGs

Blog

Pets e Covid-19: o que você precisa saber
By: Amanda
abr 3, 2020

Com a pandemia do novo coronavírus, muita gente está preocupada em como isso afeta os hábitos com os pets.

A médica-veterinária Maria Conceição Henrique (CRMV SP 47929) trabalha na AMPARA Animal e respondeu às principais dúvidas dos tutores a respeito deste assunto. 

1. Quais os motivos que levam os cães e gatos a pegar o vírus, mas não transmitir?

Existe uma confusão acerca do coronavírus para os quais vacinamos tanto cães quanto gatos, com relação ao Covid-19.

Coronavírus são vírus da família coronaviridae, sujeito à diversas recombinações. Nos animais existem alguns tipos já identificados, como por exemplo o que causa a peritonite infecciosa felina (PIF) nos gatos. Só para se ter uma ideia, este foi isolado e identificado em 1912. É conhecido como FCoV, é uma forma mutada do coronavírus.

Nos cães, o tipo CCoV, o tipo mais clássico, provoca doenças predominantemente entéricas.

Estes vírus sempre existiram para estas espécies e nunca foram transmitidos aos humanos. Até o momento não há comprovação científica de que cães e gatos  possam “pegar” a Covid-19, logo, não podem transmitir.

Posso levar meu cachorro para passear na rua ou ele deve ser isolado também? 

Não há comprovação científica que este vírus possa afetar os animais, porém o fato dele sobreviver por dias em superfícies nos leva a temer o contato das patinhas de nossos pets. Recomenda-se passeios curtos somente para os animais que realmente necessitam sair para suas necessidades fisiológicas, evitando lugares com aglomerações e contatos com outros pets.

3. Qual procedimento antes e após a saída com o bichinho na rua? É necessário higienizar as patas do cachorro?

Sempre! O vírus é um vírus envelopado, ou seja, tem camadas lipídicas (gordura). Sabemos que é destruído com água sanitária, desinfetantes em geral, limpadores à base de cloro, álcool e sabão, que são capazes de quebrar a cápsula de gordura que protege o vírus.

Assim como se aconselha tirar o calçado na porta antes de entrar em casa, aconselha-se também limpar a patinha de seu pet antes de entrar em casa. Neste caso, sugiro que o faça com o álcool em gel (menos agressivo), ou ainda, lave na porta com sabão e seque muito bem para não provocar micoses por conta da umidade nos coxins.

4. Se precisar levar meu animal de estimação ao veterinário nesta época, quais os cuidados necessários?

Animal não espera para adoecer, certo? Os cuidados são os já conhecidos: evite aglomeração, se possível agende com seu veterinário um horário para seu pet ser atendido de forma mais isolada, lave bem as mãos e não esqueça de higienizar as patinhas de seu pet ao chegar no consultório e ao voltar para casa, afinal o veterinário também precisa ficar seguro.

5. Como devem ser as consultas veterinárias em domicílio?

Os veterinários já estão sendo orientados quanto aos cuidados que devem tomar. Garanta que o mesmo esteja de luvas, tire os sapatos ao entrar em sua casa, se possível fique afastada do ambiente em que o pet for consultado, tenha sempre álcool à mão, mantenha no mínimo 1 metro de distância do veterinário, pois ambos precisam estar seguros neste momento em que isolamento social é o mais indicado.

Não há motivo para temor se cuidados básicos forem tomados.

6. Meu animal está internado. Posso visitá-lo?

Alguns hospitais e clínicas estão criando procedimentos para segurança de todos. É importante consultar antes o local, pois alguns desencorajam a visita e isto deve ser levado em conta, pois o profissional que lá está precisa ficar seguro para tratar seu pet.

Tente combinar com o local para que te envie vídeos, áudios de WhatsApp, etc. Precisamos ser criativos neste momento e utilizar meios de acompanhá-los sem necessariamente nos colocar em risco.

Consulte sempre antes o local e esteja aberto para restrições, se houver. Precisamos nos solidarizar com estes profissionais que também colocam sua vida em risco por todos nós.

7. Devo dar banho nos bichinhos em casa para evitar ir ao pet shop?

Sim, já que estamos em quarentena vamos aproveitar este momento para fazer deste momento do banho um momento mais prazeroso. Brinque, converse com seu pet durante o banho. Para eles tudo é divertido, imagine ter seu dono ao lado por mais tempo.

8. Qual cuidado devo ter em casa, com os brinquedos, roupas e camas  dos meus pets?

O mesmo que temos conosco. Caso seu pet saia de roupinha por algum motivo, coloque em seguida na máquina de lavar, procure lavar diariamente os brinquedos com água, sabão ou detergente, estes brinquedos têm contato com o piso, logo devem ter o mesmo tratamento que temos com nossas mãos.

9. As vacinas V8 e V10 que imunizam os cães contra coronavírus podem ser tomadas pelos humanos?

Não!! Estas vacinas como dito anteriormente não imunizam contra este coronavírus (Covid-19). Elas são eficazes apenas ao coronavírus canino, não devem ser aplicadas em humanos.

10. Quais alternativas os tutores podem aderir no lugar do passeio na rua? 

Lembre-se que a quarentena nos afeta como afeta os animais. Há cães mais ativos que ficam inquietos em casa, então aproveite para se exercitar também, criando brincadeiras com bola, corridas pela casa, cabo de guerra etc… Eles se cansam e ficam mais tranquilos, sem contar o bem que esta companhia nos faz.

Compartilhe essas informações com toda a sua rede de contatos. As redes sociais estão lotadas de fake news, então é importante que a gente divulgue informação útil e verdadeira!

Estar agora na companhia de um pet é um grande alívio para muitos de nós, que temos que nos isolar. Juntos sairemos desta.