Ampara Animais Silvestres - Melhores ONGs

Blog

O maior felino das Américas
mar 11, 2021

A onça-pintada é o maior felino das Américas. Na vida selvagem, as onças vivem, em média, 12 anos. Os filhotes de onça, quando nascem, não enxergam, o que os tornam bastante dependentes da mãe.

No ranking mundial de tamanho, a onça-pintada fica atrás do tigre e do leão, sendo o terceiro maior felino. Mas apesar de ser conhecido como o rei da selva, o leão não se sairia tão bem num confronto contra uma onça-pintada. Sua mandíbula é a mais forte entre os felinos, o que torna sua dieta bem variada. Nem o couro do jacaré resiste à mordida da onça!

Fisicamente, ela é muito parecida com o leopardo. A diferença está no formato de seu crânio, no seu tamanho e no detalhe das rosetas, que são as famosas manchinhas que elas possuem no pelo.

O que nem todos sabem é que além das onças-pintadas amarelas também existem as onças-pintadas melânicas, que possuem uma coloração preta, sendo popularmente chamadas de panteras negras. Mas, na verdade, são indivíduos da mesma espécie. Nosso veterinário e responsável técnico, Jorge Salomão Jr. – especialista em felinos de vida selvagem -, explica que trata-se apenas de um melanismo, um gene dominante que dá esse tom mais escuro na pele e nos pelos. Quando vista no sol é possível ver suas manchas, como em qualquer outra onça-pintada.

É um animal muito ágil, inteligente, robusto e excelente nadador, geralmente avistado em regiões tropicais, próximas aos rios. Suas garras são retráteis, como as dos gatos, o que faz com que suas pegadas não deixem as marcas das garras, como outros felinos. É um animal solitário, exceto quando está com os filhotes ou em fase de acasalamento, tem hábitos noturnos e costuma dormir durante o dia, assim como outros felinos.

Nos Estados Unidos, a onça-pintada já está extinta em várias regiões desde o início do século XX, sendo raramente vista apenas no Estado do Arizona. Aqui no Brasil, a espécie já é considerada ameaçada, especialmente por conta da caça e da crescente perda de habitat – resultante das queimadas florestais.

O Brasil detém cerca de 50% da população de onças-pintadas em vida selvagem. A maior parte delas está na Amazônia. Ela ocorre em todos os biomas exceto nos Pampas, onde já foi extinta. No nordeste, sudeste e sul a espécie está praticamente desaparecida.

#VocêSabia? Cada onça-pintada é única! Suas rosetas, que são as manchas pretas espalhadas pelo corpo, seguem combinações diferentes. Ou seja, o padrão de manchas nunca será igual de uma onça para outra! Assim como a digital humana, que é capaz de diferencias em ser humano do outro, as rosetas também nos ajudam a reconhecer cada uma das onças avistadas e estudadas.