Ampara Animais Silvestres - Melhores ONGs

Blog

MITOS E VERDADES SOBRE A CASTRAÇÃO

 

  1. A CASTRAÇÃO FAZ O ANIMAL ENGORDAR?

Mito, Verdade ou Depende?

DEPENDE. A castração pode diminuir a atividade física de alguns animais, deixá-los mais caseiros e pode diminuir o metabolismo de alguns animais, outros acabam comendo mais, levando ao aumento de peso. Mas isto não é uma regra. O aumento de peso é mais comum em gatos após a castração. Mas esse aumento de peso pode ser contornado através de um plano alimentar adequado com uso de alimentos menos calóricos (rações light) e incremento dos exercícios.

 

  1. CASTRAR UM ANIMAL É UMA MUTILAÇÃO, PODE SER CONSIDERADO MAUS-TRATOS?

MITO. Castrar um animal é um ato de amor, infelizmente não há lares para todos os cães e gatos e prevenir as crias indesejadas é a melhor forma de evitar os maus-tratos como abandono, envenenamento, ou até mesmo deixar os animais nas ruas sem assistência. Consideram-se maus tratos abandonar um animal, deixá-lo preso em correntes, feri-lo, mantê-lo em local insalubre, provocar estresse emocional, físico ou agressão.

A castração é uma cirurgia como qualquer outra e sempre deve ser realizada pelo cirurgião veterinário e sob anestesia geral, portanto o animal não sente dor durante o procedimento e no pós-operatório o animal recebe analgésicos, antibióticos, anti-inflamatórios e todos os cuidados para garantir sua saúde e bem-estar.

Converse com seu veterinário e esclareça todas as dúvidas sobre a cirurgia, sobre a anestesia, seus benefícios e os possíveis riscos anestésicos e cirúrgicos. E lembre-se que a castração é a maneira mais segura e definitiva de evitar crias indesejáveis e prevenir determinadas doenças em fêmeas e machos.

 

  1. A CASTRAÇÃO MUDARÁ O COMPORTAMENTO DO MEU ANIMAL?

DEPENDE. Cães e gatos não castrados têm maior probabilidade de marcar seu território espalhando urina (que tem um odor mais forte) por toda a casa. Os cães não castrados também têm tendência de montar em outros cães, pessoas e objetos inanimados. Todos os comportamentos acima podem mudar quando seu animal de estimação for esterilizado – o que é bom!

A castração pode ajudar a diminuir alguns problemas de agressão ou comportamentos indesejáveis causados pelo hormônio masculino (testosterona). Mas nunca podemos predizer se o comportamento vai mudar totalmente e em todos os animais.

A castração não elimina completamente a testosterona e não anulará um comportamento que seu animal tenha aprendido ou que se tenha tornado habitual. Os efeitos da castração dependem da personalidade, da fisiologia e da história individual de cada animal.

 

  1. A CASTRAÇÃO VAI TIRAR A MASCULINIDADE DE MEU CÃO OU GATO?

MITO: Os animais de estimação não apresentam este conceito social de identidade sexual, e a castração vai mexer somente com os níveis hormonais e não com a personalidade do seu animal. O que pode mudar, no entanto, é que o seu cão ou gato macho terá menos vontade de sair de casa, diminuindo as fugas, que são comuns quando machos querem ir atrás de fêmeas no cio. E também há uma diminuição nas brigas entre machos.

Da mesma forma, as fêmeas esterilizadas não entrarão mais no cio e, portanto, não vão mais apresentar os comportamentos típicos do cio – gatas não vão mais miar, uivar e urinar com mais frequência durante o cio. Cadelas castradas não vão mais sangrar. No geral, os animais castrados ficam mais dóceis e caseiros.

 

  1. A CASTRAÇÃO É UMA CIRURGIA MUITO CARA?

DEPENDE. A castração é um procedimento cirúrgico, que requer anestesia geral e deve ser realizada somente pelo médico veterinário.  O custo pode variar de local para local e de acordo com o tamanho do animal.  Mas atualmente existem programas governamentais de castração gratuita em muitos municípios brasileiros e ONGs que promovem castrações gratuitas para quem não tem condições para pagar. Lembrar que o benefício da castração para a saúde do animal e a possiblidade de se evitar crias indesejáveis vale o investimento.

 

  1. A CASTRAÇÃO TRAZ BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE DOS CÃES E GATOS?

VERDADE. A castração traz inúmeros benefícios para a saúde de cães e gatos, machos e fêmeas: Vemos uma diminuição da incidência de doenças do trato reprodutivo – infecção uterina pós-cio (piometra), câncer de mama, câncer nos testículos, e aumento da próstata. Outras vantagens incluem: diminuição dos distúrbios relacionados à gravidez e ao parto, incluindo metrite, mastite e distocia; diminuição de distúrbios associados a hormônios, como prolapso vaginal em cadelas e hipertrofia mamária em gatas.

Foi bem demonstrado que a incidência de câncer de mama diminui em cadelas e gatas castradas antes do 1º cio e a castração é curativa no caso de câncer testicular e no caso da hiperplasia prostática benigna.