Blog

Mãe de bicho X mãe de gente – parte II: Guardiões do berço – os primeiros meses de convivência.
By: AMPARA Animal
mar 12, 2018
Por Marcele Becker – Vice-presidente AMPARA Animal

No texto dessa semana, vou relatar um pouquinho de como vivemos os primeiríssimos momentos de vida do Lipe. 👶

E então, mãe de um bebê humano…que sensação maravilhosa!! Finalmente entendi o tanto que isso nos completa e faz feliz!! Criar um ser de amor é muito grandioso, e é um importante dever passar valores reais pra essa nova pessoa no mundo! Flores por todos os lados? Nem tanto! Tudo muda, e o comecinho é realmente cheio de medos e dúvidas!

Como a vida é tão maravilhosa, quanto real, algumas coisas não saíram do jeito que eu havia planejado e o apartamento que montei durante toda a gestação, não ficou pronto…e com ele, o quarto do Lipe e o espaço maior planejado pros meus pets também não! Então, tivemos que nos adaptar num espaço bem menor que o previsto e os irmãos caninos do Lipe passaram duas semanas no sítio da família, onde adoram brincar e correr! Costumamos passar todos os finais de semana lá, e é o lugar preferido deles no MUNDO! Só por isso consegui ficar tranquila, pois estavam num ambiente familiar e todos os dias o caseiro me reportava algo sobre eles.

Enquanto isso, a mamãe aqui ia se adaptando à nova rotina de fraldas, mamadas e noites sem dormir, e mesmo com o frenesi todo do momento, sentia muita falta do meu trio peludo e sonhava com o encontro deles e do Lipe (pois eu havia sonhado com isso os 9 meses da gestação!).

E aconteceu bem rápido! Foi tão natural que nem sei como descrever: os cachorros simplesmente sabiam da presença dessa nova vidinha na casa, e também sabiam que ela era muito importante!! Eles raramente latiam, só quando o bebê chorava e não posso dizer que tive um único momento de stress relacionado a eles.

Por isso surgiu o apelido “guardiões do berço”. Já adaptado no seu quartinho oficial, o Lipe, como todo recém nascido dormia muuuuitoooo!! Lila, Simbaa e Dexter amavam ficar em volta do bercinho, estavam sempre por perto. Qualquer princípio de choro era seguido por latidos de aviso!! Eles ficavam muito preocupados. Já nos momentos de mamadas na poltrona, sempre tínhamos companhia de alguém no colo, nas pernas, nos pés…rs! Eles se encaixavam, nitidamente curtiam aquele momento delícia, e garantiam que não estavam perdendo espaço, claro! Rsrs!!

Nossos guardiões adotaram o quarto do Lipe pra eles, afinal, o tapete de lá era muito confortável e o irmãozinho deles era muito pequeno…não poderia ficar sozinho, não é? 😉Perdi as contas de quantas vezes meu marido os chamava pra passear ( sim, o papai assumiu essa tarefa lindamente ) e não tinha resposta, pois eles estavam lá: no quartinho do Lipe! Dormindo, quietinhos e nem queriam sair de lá!

O quartinho que preparei inclusive tem papel de parede de cachorrinhos…como eles não iriam amar o ambiente né? Eu brincava dizendo que eles tinham CER-TE-ZA que havia montado aquele quarto para eles, apenas emprestávamos para o Lipe!!

Meu filho teve a prazerosa e delicada companhia canina desde os seus primeiros meses de vida e isso, tenho certeza, moldou seus gostos. Ele é um apaixonado por animais! Eu amava colocar o tapetinho de atividades dele no chão da sala, onde ele ficava na mesma altura dos cachorros e eles podiam trocar olhares de cumplicidade. Nossos dias corriam tão bem e felizes, que agora escrevendo isso, eu tenho até vontade de chorar de tanto amor e gratidão!!

image1 (1)

Uma típica foto de “Guardiões do Berço”

image4

O papel de parede ( canino! ) mais lindo mundo!

image3

Família reunida no tapetinho de atividades

image2 (1)

E essas carinhas lindas!? Quem aguenta?💓