Ampara Animais Silvestres - Melhores ONGs

Blog

Devo tosar meu pet no verão?
jan 26, 2021

Diferente do que muitos pensam, a pelagem dos animais funciona como um isolamento térmico, impedindo que a temperatura externa afete sua pele. Sendo assim, no inverno, funciona como um cobertor e no verão, como um “protetor solar”. Por isso, antes de tosar completamento seu cachorro, lembre-se dessa informação.

Opte sempre por tosas que não deixem o pelo nem muito longo nem muito curto, pois assim você ajuda seu cãozinho a se livrar do calor excessivo sem expô-lo. A tosa pode expor seu pet a um risco de superaquecimento e até gerar queimaduras de pele, caso fique muito exposto ao sol. Apesar de tudo, aparar os pelos pode ser recomendável, em caso de cães de pelagem longa. Isso é imprescindível para eliminar os fios rebeldes, deixar o couro cabeludo respirar e remover nós e pelos velhos, para que novos nasçam.

Embora pareça que são os que mais sofrem, aqueles cachorros que possuem uma pelagem bastante densa, como o Husky Siberiano, Chow-Chow e Samoieda, por exemplo, nunca devem ser tosados, pois a tosa pode prejudicar os folículos dos pelos protetores, resultando em sérios problemas de pele. Em contrapartida, raças que possuem pelos que crescem regularmente, como Poodle, Cocker Spaniel e o Bichon Frisé, por exemplo, podem ter os pelos aparados no verão para evitar que se formem nós.

Vale destacar que a tosa não é a maneira mais efetiva de garantir que um cachorro não passe calor, muito pelo contrário. Os humanos, por exemplo, transpiram quando estão com calor. Já no caso dos cachorros, as glândulas responsáveis por regular a temperatura e eliminar substâncias tóxicas estão localizadas na língua e nos coxins (aquelas almofadinhas nas patas). Então, a tosa não ajuda necessariamente a reduzir o calor no cachorro. Não é proibido tosar um pet no verão, mas algumas particularidades devem ser levadas em consideração. Por isso, consulte sempre um veterinário.