Ampara Animais Silvestres - Melhores ONGs

Blog

Desabafo de um Protetor!
By: Mídias Digitais
jul 16, 2020

Queria muito desabafar e hoje consegui ajuda de uma pessoa para escrever com clareza.Espero que entendam… Sou protetor desde criança e esse meu amor pelos animais construiu meu destino.Não estudei mas aprendi muito na vida difícil que tive na infância e aprendi também muito sobre a Causa Animal.

Hoje tenho uma visão bem diferente de quando comecei, minha percepção sobre a Causa evoluiu e as vezes vejo as coisas do meio e é como se eu tivesse bola de cristal.Aprendi que Abrigo não é lugar de bicho e que desejar um sítio para colocar todos os animais do mundo é um sonho que vira pesadelo rapidinho, e hoje temos outras ferramentas para beneficiar os animais de uma forma mais assertiva.

Aprendi que as pessoas amam o “personagem”protetor mas a grande maioria ignora o ser humano por trás da capa, da asa de anjo, do romantismo que envolve ser um “protetor de animais”.

Aprendi que por mais que eu tenha meu trabalho ( como qualquer pessoa) e que me sustente, jamais me concederão o direito de viajar, comprar carro ou até mesmo de comprar uma roupa legal sem que isso gere desconfiança das pessoas, comentários maldosos. Tenho a sensação que protetor não pode sonhar a não ser com ração, vacina, canil, enfim, só com coisa de bicho.

Caso eu ouse ser uma pessoa igual a qualquer outra serei acusado de “estrelismo”, “arrogância” ou até dirão que “algo subiu à minha cabeça”.
E não importa o quanto eu continue dedicando minha vida aos animais, se rolar diversão serei criticado, e sempre será pouco.

Aprendi que as pessoas não saem de sua zona de conforto e quando se doam é com limites, critérios e medidas. Já o “anjo” tem que honrar o personagem no sacrifício para ser considerado bom, honesto e merecedor.

Na verdade, quando vejo alguém iniciando na Causa, tenho vontade de abrir meu caderninho de memórias e ensinar, explicar que Amar Demais deve acontecer com cautela e que ela deve se cuidar para não ser estigmatizada, presa àquilo que idealizaram pra ela.

Eu não estou conseguindo mais ficar indiferente a tanta coisa errada e percebo que estou mais intolerante. Sou tão igual a todos que a pandemia está mexendo comigo também e o isolamento forçado me levou a refletir sobre tudo que vivi até agora.

Não, eu não tenho diploma, não estudei mas estou cansado de não ser respeitado por isso; quando o assunto é Proteção Animal me sinto qualificado e quero ser ouvido!

Além de tudo o Marcelinho cresceu!

Sou fruto de tudo que vi e vivi!

Quero ser visto como uma pessoa comum na vida pessoal e alguém que sabe o que fala quando o assunto é Proteção Animal!

Na vida pessoal sou só mais um que batalha para melhorar de vida com o suor do próprio trabalho e que tem uma missão com os animais que caminha junto.

Talvez eu morra fazendo isso, mas quero ter o direito de viver como qualquer um até lá.

Não quero mais ter que tolerar as coisas que são impostas aos protetores como uma condenação. O que nos move é o Amor, não as correntes!
Quero fazer selfie na praia, no aeroporto, quero carro, roupa bonita e cheirosa! Quero namorar, beber com os amigos, comer pizza, poupar dinheiro e trabalho muito pra isso, como você que está lendo também deve fazer.

Quero futuro!

Quero vida igual a você!

E nada disso fará morrer o amor que sinto por eles, nada disso vai me distanciar deles, pelo contrário, serei mais feliz, terei mais alegria para cuidar deles.

Nós protetores somos iguais a todo mundo, sem asa, sem capa, com sonhos e muita vontade de ser feliz!

Marcelo Protetor
(Marcelinho Protetor)

Foto: pixabay