Blog

Animais perdidos – Como recuperá-los?
By: AMPARA Animal
Tags:, ,
dez 7, 2011

Diariamente, milhares de cães e gatos fogem de suas casas, sítios, fazendas ou até de apartamentos.

Animais têm espírito curioso e aventureiro pela própria natureza. Sons e cheiros os atraem, levando-os a se afastarem de casa, até se perderem.

Segundo ONGs de proteção animal, vários animais perdidos já foram recuperados através de cartazes, faixas, carros de som, anúncios em sites especializados, Face, Orkut, ONGs ou mails espalhados pela Internet.

caoperd

Abaixo seguem as dicas mais detalhadas que podem ajudar os donos a recuperarem seus mascotes.

Vale a pena o empenho dos donos em recuperá-los, pois a fuga de um bichinho de estimação causa sofrimento para a família e para o animalzinho

1) Faça um anúncio impresso. Exemplo: Perdeu-se no dia 20/12/2005 cão raça labrador, macho, amarelo, porte médio/grande, pelo curto, orelhas caídas, atende por Bily, nas imediações do bairro Moema – S.Paulo. Gratifica-se quem achar o animal.Contato: Fulano tel.celular (11) 9999-2233 e mail: [email protected]

Se não colocar fotos, é importante descrever as características do animal, pois muitas pessoas não conhecem raças de cães ou gatos. Caso seja um cão ou gato mestiço, coloque sem raça definida e também descreva o animal.

Não esqueça de colocar: GRATIFICA-SE. Por menor que seja a gratificação que você der, sempre é um estímulo para as pessoas ajudarem.

2) Leve os cartazes com a foto ou descrição do animal em clínicas veterinárias e pet shops.

3) Faça o mesmo em locais frequentados por muitas pessoas como farmácias, padarias, mercados, banca de jornais, postos…

4) Cole cartazes nos postes.

5) Cães e gatos andam muitos quilômetros por dia ou podem ser achados e levados de carro para outras localidades, portanto não se atenha só ao bairro que você o perdeu, espalhe os anúncios.

6) Coloque faixas nas ruas. Mesmo que a prefeitura tire, basta que as faixas fiquem um dia para muitas pessoas verem o anúncio.

7) Evite anunciar que o animal foi roubado, mesmo que você desconfie deste fato. Caso faça isso, o ladrão poderá esconder o animal confinando-o em casa ou soltar o animal em outra localidade muito longe de sua origem para livrar-se da acusação.

Em casos de assalto (invasão da casa ou roubo de carro onde o animal foi levado junto), o melhor é anunciar que o animal pode ter fugido ou ter sido solto em algum lugar da cidade, e que você gratifica quem o achar.

8) Deixe cartazes nos Centros de Controle de Zoonoses (carrocinha) de sua cidade oferecendo recompensa.

Endereços de alguns CCZs de S.Paulo:

*CCZ DE SÃO PAULO: Rua Santa Eulália 86
*CCZ DE GUARULHOS: Rua Padre Noronha nº 110 – Santa Mena – Guarulhos – S.P.
*CCZ DE DIADEMA: Rua Ipoá nº 40 – Jd. Inamar – Diadema – S.P.
*CCZ DE SANTO ANDRÉ: Rua Igarapava nº 239 – Valparaíso – Santo André – S.P.
*CCZ DE SÃO BERNARDO: Endereço novo: Av. Rudge Ramos, 1740 (o endereço antigo era Av.Walace Simonsen nº 1900 – Nova Petrópolis).
*CCZ DE SÃO CAETANO: Rua Justino Paixão nº 141 – Mauá – São Caetano – S.P.
*CCZ DE OSASCO: Av. Lourenço Belloli, 1480 – Pq. Industrial Mazzei – Osasco – S.P.

9) Envie o anúncio para Associações Protetoras de Animais e ONGs via e mail e peça que repassem. Coloque a cidade, o bairro, dia, mês e ano que o animal fugiu, pois o anúncio vai rodar pela Internet por muito tempo. Coloque seu tel. com código da cidade, e mail para contato.

10) Envie o anúncio para amigos e parentes via e mail, e peça que repassem.

11) Entre nos sites:

www.eumeperdi.com.br
[email protected]
www.cachorroperdido.com.br
www.caesperdidos.com.br
www.gatoverde.com.br
www.webanimal.com.br
www.perdimeucachorro.nafoto.net

Nestes sites você registra o sumiço de seu animal, e encontra anúncios de pessoas que acharam animais. Pesquise outros sites.

12) Contrate um carro de som que faça o anúncio pelo bairro que o animal fugiu, e bairros vizinhos.

13) Tente fazer um anúncio em algum jornal ou rádio local.

14) Divulgue no Orkut, Facebook…

O anúncio da fuga de um animalzinho mobiliza muita gente. Muitas pessoas querem ajudar. Trotes ou assaltos nestes casos não são freqüentes, mas já aconteceram, então tome alguns cuidados: Se você receber ligações, é recomendável que você vá sempre acompanhado (a) com mais pessoas. Peça p/ uma parte do grupo ficar de longe observando você. Dependendo do local, peça para a pessoa trazer o animal até você, e diga que você gratifica. Peça também que alguém fique observando você. Se a pessoa vier trazer o animal não forneça o endereço de sua casa. Marque numa padaria ou posto de gasolina, algum local de movimento. Não desista! Com essas medidas muitas pessoas conseguiram recuperar seus animais mesmo depois de muitos meses. Há histórias de reencontros depois de 1 ano do animal estar perdido. Observação importante: PARA EVITAR ESTE SOFRIMENTO, MANTENHA SEU MASCOTE COM COLEIRA E PLAQUINHA DE IDENTIFICAÇÃO, MESMO DENTRO DE CASA, PARA FACILITAR SUA DEVOLUÇÃO EM CASO DE FUGA. CASO NÃO QUEIRA COLOCAR UM TELEFONE FIXO, COLOQUE PELO MENOS SEU CELULAR COM CÓDIGO DA CIDADE.OUTRA MEDIDA EFICIENTE É MICROSHIPAR O ANIMAL, MAS COMO ESTE MÉTODO AINDA É POUCO DIVULGADO NO BRASIL, O IDEAL É UTILIZAR OS DOIS MÉTODOS DE IDENTIFICAÇÃO. CONVERSE COM SEU VETERINÁRIO.As plaquinhas podem ser encontradas em vários Pet Shops. Em São Paulo, nas lojas Cobasi e Pet Center Marginal gravam-se as plaquinhas na hora.

Fonte: Projeto Batalha Animal – São Paulo
Foto: Rafael Melo