x

Informações Úteis

Infelizmente, os abrigos e protetores de animais estão lotados. A melhor opção é recolher o animal de rua e optar por uma das duas alternativas:

1º – você pode adotar este animal. Leve-o ao veterinário, vermifugue, vacine, castre, se informe a respeito dos cuidados necessários para a guarda responsável e parabéns por este enorme ato de amor.

2º – você pode procurar um lar para este animal. O primeiro passo é procurar aliados, como amigos, parentes ou conhecidos que se sensibilizem com a situação e que estejam dispostos a ajudar com recursos financeiros, lar provisório, transporte, acesso à internet, etc. Você pode encontrar aqui, uma lista de veterinários e atendimento acessível.

Alguns hospitais veterinários realizam atendimento e castração mais baratos. Clique aqui e confira a lista completa.

Além disso, se você for de São Paulo, o CCZ em parceria com a Prefeitura da Cidade de São Paulo, oferece desde 2001, 10 castrações gratuitas por CPF. Para se inscrever, é só ir até um dos postos de cadastramento com RG, CPF e Comprovante de Residência em um dos endereços:

Postos de Cadastramento
Centro de Controle de Zoonoses (CCZ)
R. Santa Eulália nº 86 – Santana (Próximo Metrô Carandiru)
Atendimento: Segunda a sábado, exceto feriados, das 8h às 18h – Tel.:3397-8900

Supervisão de Vigilância em Saúde (SUVIS)
SUVIS Butantã
Rua Caxingui, 656/658
Segunda a sexta, das 9h às 15h

SUVIS Cidade Ademar/Sto Amaro
Rua Maria Cuofono Salzano, 185
Segunda a sexta, das 9h às 15h

SUVIS Cidade Tiradentes
Estrada do Iguatemi, 2751
Segunda a sexta, das 9h às 15h

SUVIS Ermelino Matarazzo
Av. São Miguel, 5977
Segunda a sexta, das 9h às 15h
SUVIS Freguesia do Ó
Rua Chico de Paula, 238
Segunda a sexta, das 8h às 15h

SUVIS Guaianases
Rua Francisco Pinheiro, 179
Segunda a sexta, das 8h às 15h

SUVIS Mooca/Aricanduva
Rua dos Trilhos, 869
Segunda a sexta, das 9h às 15h

SUVIS Parelheiros
Rua Cristina Schunck Klein, 23
Segunda a sexta, das 10h às 15h

SUVIS São Mateus
Av. Ragueb Chofhi, 1400
Segunda a sexta, das 9h às 15h

SUVIS São Miguel
Rua José Pereira Cardoso, 193
Segunda a sexta, das 9h às 15h

Infelizmente casos de maus – tratos são mais comuns do que imaginamos. Abandono, manter o animal preso a correntes, não fornecer alimentação e água adequados, deixar o animal em lugar impróprio ou anti-higiênico, envenenamento, agressão física e negligência de atendimento veterinário são exemplos.

Maus-tratos contra animais é crime, cujo autor está sujeito às penas da lei, com detenção de 3 meses a 1 ano e multa (art. 32 da Lei 9605/98). Qualquer pessoa pode denunciar de forma anônima. Reúna provas, testemunhas e siga os passos:

Animais domésticos:
Faça um B.O. Ele pode ser feito pela internet no site www.seguranca.sp.gov.br, na delegacia mais próxima da sua casa e também no Grupo Especial de Investigações sobre Infrações contra o Meio Ambiente, que fica no centro de São Paulo.

Animais Silvestres:
Polícia Militar Ambiental: denuncie crimes como caça, pesca ilegal, tráfico e venda de animais silvestres: www.ambiente.sp.gov.br. Ligue para a prefeitura da cidade de São Paulo, pelo telefone: 156, ou para o IBAMA no número: 0800 61 80 80.

A AMPARA Animal é uma Organização não Governamental que NÃO recebe dinheiro do governo e atua de forma PREVENTIVA na causa animal. Não possuímos abrigo e não resgatamos animais. Nosso foco é definido em CONSCIENTIZAÇÃO, CASTRAÇÃO e ADOÇÃO. Somente a união dessas 3 medidas preventivas diminuirá o número de abandonos, maus-tratos, zoonoses, acidentes, predação da fauna silvestre entre outros.
Também por entender a importância do trabalho dos protetores que resgatam e mantém abrigos, desenvolvemos um programa de incentivo para dar suporte aos protetores que credenciamos.
Infelizmente não temos mais como cadastrar novos protetores, pois nossos recursos não são suficientes para ajudar todos. É importante ressaltar que não é porque ajudamos esses abrigos que temos o direito de enviar mais animais pra lá, entendemos que o trabalho já é árduo e estamos aqui para ajudá-los e não para trazer mais problemas.A sociedade precisa se envolver e fazer a sua parte, pois a ajuda é pouca diante das necessidades. Portanto, não temos a obrigação de atender pessoas que querem transferir a responsabilidade para as ONGs que já estão superlotadas e passando por dificuldades. Precisamos de uma união de forças entre sociedade, empresas e governo para termos resultados eficientes e dependemos do envolvimento de cada cidadão.
Agradecemos a compreensão e desde já deixamos claro que toda a ajuda é bem-vinda!

Faça o download do nosso material: